quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Guilherme Arantes - Coisas do Brasil remix / Djavan - Asa remix (single promocional - item de colecionador)

Encarte

Aqui está o single promocional com o remix da canção “Coisas do Brasil” de Guilherme Arantes e com o remix da música “Asa” do cantor Djavan. O disco foi lançado em 1986 pela gravadora CBS - atual SONY music. A maioria dos brasileiros possui um problema em acreditar que se algumas canções fazem sucesso no estado do Rio de janeiro e em São Paulo, essas músicas e seus respectivos artistas irão fazer sucesso em todo o território nacional. Mas, essa ordem de entendimento não é verdadeira! Ou seja, não funcionava e não funciona assim! Quem acreditava (e acredita) nesse roteiro era (é) enganado pelo marketing oportunista!

Utilizando um exemplo atual, vamos pegar o Funk. Pode ser carioca, paulista, ostentação, pornográfico, não importa. O estilo Funk faz grande sucesso em São Paulo e no Rio de Janeiro, mas não significa que a mesma celebração musical esteja ocorrendo em todo o país. Ouvindo as secundárias e as principais emissoras de rádio em cada estado brasileiro, observa-se que entre todas as estações, apenas duas ou três emissoras de rádio em cada estado - tocam músicas do estilo Funk. As canções são tocadas em programas isolados com algumas horas de duração ou aparecem perdidas no meio de toda a programação musical diária.  A cena musical brasileira nunca girou em torno de um único estilo musical. É preciso parar com a ilusão de que todo mundo é igual. Não é assim que funciona. Vivemos numa sociedade líquida com pessoas e gostos diferentes!  

Dessa forma, aquela vibração que determinada música ou determinado artista faz sucesso em todo o Brasil não é verdadeira. Depende da canção, depende do estilo, depende do desenvolvimento musical das pessoas, depende do interesse das emissoras de rádio, depende do sol, da chuva, do dia e da noite. Nem vamos mencionar que o sucesso passa e na próxima esquina um novo artista está esperando, para abocanhar sua fatia do bolo no mercado!

Pulando etapas e desculpas musicais, a canção Coisas do Brasil de Guilherme Arantes, foi melhor aceita pelo público do que a música Asa, do Djavan. O resto é história!

O disco possui as seguintes faixas:

LADO A
Djavan - Asa (Re-Mix) 5´56

Análise: Nos anos 80 o cantor Djavan era aclamado pelos fãs por ser uma das vozes mais importantes da MPB. Mas apesar do remix ter sido produzido pelos Djs Cadico e Ippocratis (grego) Bounellis, não significa que a canção tenha alcançado o sucesso esperado. O problema era que o estilo do cantor não agitava a galera jovem, que frequentava lugares e festas, digamos.......mais barulhentos e descolados. Por isso, a canção não fez muita diferença, mas vale pelo registro.

LADO B
Guilherme Arantes - Coisas Do Brasil (Re-Mix) 5´17

Análise: Sem exageros, temos um bom exemplo da música pop brasileira, que infelizmente foi esquecida por parte do público e por parte dos próprios músicos. “Coisas do Brasil” possui originalmente a produção de Ronnie Foster que já trabalhava com artistas internacionais como: Stevie Wonder, George Benson, The Jacksons, entre outros. A crítica musical evoluída, afirma que a canção foi uma das melodias mais bonitas produzidas no Brasil nos anos 80. Apesar de não ser dançante para agitar a galera nos clubs, os Djs Ippocratis (grego) Bounellis e Julinho Mazzei remexeram na canção de sucesso apresentando um remix comportado, dentro do conceito Nu-bossa/Downtempo, que serve tanto de trilha sonora para o despertar de um novo dia ou um por sol numa bela tarde de verão.

* Ambas as canções foram lançadas comercialmente na coletânea Dance Mix Vol. 3 em 1986. Para rever a resenha clique aqui!

** Anos depois, a música "Asa" do cantor Djavan recebeu um novo remix. A versão foi lançada oficialmente no álbum Na pista, em 2005 e a resenha já foi postada pelo blog. Para rever clique aqui! E, para ouvir o remix clique aqui! 

*** Não existe confirmação se todas as canções incluídas nas coletâneas Dance Mix volume 1, 2 e 3, foram lançadas em singles promocionais individuais. O mercado paralelo registra a distribuição de alguns destes singles, apenas. De qualquer forma, a equipe do blog Brasilremixes continua garimpando esses promocionais perdidos pelo cenário musical brasuca!

Um comentário:

Ricardo Soares de Barros disse...

Olá. Não conhecia o blog. Achei maravilhoso e virei fãzaço. Parabéns à equipe e continuem sempre....Para nossa felicidade. ;-)